As 10 cidades abandonadas mais arrepiantes do mundo

Compartilhe:

Algumas cidades morrem. Pessoas partem, ruas se aquietam, e o isolamento toma uma forma macabra de uma desamparada cidade-fantasma – ruínas vítimas de persistentes negligências e decadência urbana. De Taiwan aos pés das montanhas de Sierra Nevada, essas cidades abandonadas se escondem à sombra da civilização.

Sussuros calados e porvires interrompidos repassam as histórias do dia de seus colapsos. Algumas foram vítimas de catástrofes, enquanto outras simplesmente perderam suas funções. Acho que podemos todos concordar em uma coisa: são todas bem arrepiantes.

PRIPYAT


Localização: Pripyat, Ucrânia – a 100 km de Kiev

História: Em 26 de abril de 1986, o reator de Chernobyl anunciou sua trágica derrocada. O incidente foi um grande golpe para o setor de energia nuclear, e, ainda hoje, a cidade de Pripyat é um retiro abandonado, congelado nos tempos da era Soviética.

Mesmo após o reator acidentado ter sido envolto por uma caixa apropriada, chamada de “sarcófago”, a área permanece insegura para a vida humana.

A cidade prosperou em um aspecto, no entanto. A vida selvagem voltou para a área em massa. Lobos caçam silenciosamente entre os enormes prédios de apartamentos, e javalis buscam comida no parque de diversões abandonado -estranhamente inaugurado no dia seguinte à explosão do reator, durante a evacuação.

Abandonada desde: 1986

SANZHI


Localização: Distrito de Sanzhi, New Taipei, Taiwan

História: Esta área chamada de Sanzhi, ao norte de Taipei, era para ser, originalmente, um resort de férias e entretenimento para militares dos EUA. A arquitetura pode ser classificada como futurística, e a comunidade do resort abandonado teve dificuldades desde o início. Durante a construção, muitos trabalhadores morreram em acidentes de carro, e outros estranhos acidentes eram comuns. As mortes foram atribuídas a causas sobrenaturais. Alguns especulam que o resort foi construído sobre um cemitério holandês, enquanto outros atribuíram os infortúnios a uma estátua de dragão destruída durante a construção. Seja como for, as ruínas nunca receberam seu primeiro hóspede; o projeto foi abandonado.

Abandonada desde: 1980

CRACO

Localização: Craco, Basilicata, Itália

História: Construído sobre uma cúpula, a utilidade das alturas de Craco era, inicialmente, a de impedir invasores. A localização da cidade no precipício do penhasco, no entanto, também ameaçou a sua integridade. Após ser abalada por uma série de terremotos e deslizamentos de terra subsequentes, Craco foi abandonada e trocada por terras mais baixas. Hoje, a aldeia vazia é ótima para exploração e abriga um número de igrejas de tempos antigos, como a Santa Maria della Stella.

Abandonada desde: 1963

KOLMANSKOP

Localização: Kolmanskop, Namíbia

História: Um dia, uma próspera comunidade de mineração de diamantes, Kolmanskop é, agora, uma cidade fantasma, onde as casas dão boas-vindas apenas à areia. A cidade do deserto foi originalmente construída quando os alemães descobriram a grande riqueza mineral da região. Construíram-na em um estilo de arquitetura alemã, com um salão de baile, um teatro e o primeiro sistema de trem da África. Quando os mineiros se mudaram, o deserto retomou a cidade. As areias invadiram as casas, cobriram as ruas e, lentamente, apagaram grande parte dos vestígios de civilização, com exceção das casas elevadas e edifícios públicos. A visão de uma derrocada cidade alemã nas areias móveis do deserto da Namíbia é, sem dúvida, deslumbrante.

Abandonada desde: 1954

ILHA DE HASHIMA

Localização: Ilha de Hashima, Nagasaki, Japão

História: Durante a revolução industrial no Japão, a empresa Mitsubishi ergueu, nessa remota ilha, uma civilização em torno de grandes depósitos de carvão das ilhas de Nagasaki.

A ilha abriga alguns dos primeiros edifícios altos de concreto do Japão e, por quase um século, a mineração nela floresceu. No seu auge, a ilha de 15 hectares abrigou mais de cinco mil moradores – mineradores de carvão e suas famílias. Hoje, um clima pós-apocalíptico assombra a ilha abandonada, e as torres em ruínas e ruas vazias sobrevivem em meio a um assustador silêncio industrial. Em 2009, a ilha foi aberta aos turistas. Agora, você pode fazer uma viagem para explorar os cinemas, edifícios de apartamentos e lojas da Ilha Fantasma.

Abandonada desde: 1974

ORADOUR-SUR-GLANE

Localização: Oradour-sur-Glane, Limousin, França

História: Durante a Segunda Guerra Mundial, as tropas nazistas invadiram Oradour-sur-Glane e destruíram completamente a aldeia, matando 642 pessoas. Os carros queimados e edifícios permanecem congelados no tempo, como estavam em 1944; um reflexo da monstruosidade da guerra e um memorial para os moradores que perderam suas vidas. O massacre foi um dos momentos mais cruéis da humanidade. Todos os visitantes da “cidade-mártir” são convidados a permanecer em silêncio enquanto vagam pelas ruas melancólicas da tragédia.

Abandonada desde: 1944

CENTRALIA

Localização: Centralia, Pensilvânia, Estados Unidos

História: Toda a cidade de Centralia foi condenada pelo estado da Pensilvânia e seu código postal foi revogado. A estrada que um dia conduziu à Centralia está bloqueada. É como se a cidade nem existisse, mas existe, e foi dominada pelas chamas por quase 50 anos. Em 1962, iniciou-se um incêndio em um aterro sanitário nas proximidades do cemitério Odd Fellows. O fogo se espalhou rapidamente através de um buraco para a mina de carvão que ficava sob a cidade, e as chamas permaneceram queimando desde então. Nuvens de fumaça saem pelas rachaduras da estrada e grandes buracos no chão se abrem aleatoriamente, liberando um calor de mil graus e vapores perigosos no ar. A cidade foi evacuada lentamente ao longo dos anos, embora alguns moradores optem por permanecer, acreditando que a evacuação é uma conspiração por parte do Estado, a fim de obter direitos sobre o mineral das reservas de carvão antracito sob as suas casas.

Abandonada desde: ainda ocupado por 10 ou mais almas corajosas

HUMBERSTONE

Localização: Norte do deserto do Atacama, Chile

História: Declarada Património Mundial pela UNESCO em 2005, Humberstone foi, um dia, uma movimentada refinaria de salitre no norte do deserto do Chile. A vida na paisagem lunar dos pampas chilenos é extremamente escassa, e bases como a da Humberstone serviram como trabalho e casa para muitos mineiros dos pampas. A natureza hostil do lugar causava ameaça à vida cotidiana dos moradores Humberstone. Seus esforços para extrair nitratos do maior depósito de salitre do mundo transformaram a agricultura da Europa e nas Américas, na forma de fertilizante nitrato de sódio.

Abandonada desde: 1960

BODIE

Localização: Bodie, Califórnia, Estados Unidos

História: Grande exemplo de cidade fantasma, Bodie é absolutamente espantosa. A “boom-city” de mais de 2500 metros de altitude, em Serra Nevada, foi um pólo de mineração durante a corrida do ouro, e, no seu auge, na década de 1880, foi supostamente uma das maiores cidades da Califórnia. Sessenta e cinco saloons enfileiravam-se por milhas de poeiras ao longo de sua rua principal. Além da grande produção de cervejas, Bodie desenvolveu e tornou-se uma cidade repleta de características de cidade grande, como igrejas, hospitais, quatro postos de bombeiros e até mesmo uma “Chinatown”, bairro de moradores chineses. Os visitantes são livres para caminhar pelas ruas desertas da cidade construída em ouro e esperança.

Abandonada desde: 1942, embora a última edição do jornal local, The Miner Bodie, tenha sido impressa em 1912.

KAYAKÖY

Localização: Kayaköy, Muğla, Turquia

História: Milhares de cristãos de língua grega viveram nesta cidade ao sul de Fethiye, no sudoeste da Turquia, há centenas de anos. A aldeia consideravelmente grande tem sido uma cidade fantasma desde o fim da Guerra Greco-Turca. Mais de 500 casas e várias igrejas ortodoxas gregas preenchiam este jardim de estruturas decadentes. Existe ainda alguma esperança em relação ao ressurgimento desta antiga cidade, devido ao fato de agricultores orgânicos e artesãos começarem a ocupar esta região periférica.

Abandonada desde: 1923

Fonte: Gadling

BANNER-VIAGE-SEGURO

Compartilhe:

NOSSOS SERVIÇOS